“A sustentabilidade faz parte do nosso DNA”

Conteúdo Especial PLANT + BASF


Edição 26 - 16.08.21

Plant + BASF

O diretor da Amaggi Agro explica por que a adoção de boas práticas ambientais, de gestão e governança ajudam a empresa a obter melhores resultados financeiros.

Nome: Pedro Valente
Empresa: Amaggi
Produtos: soja, milho e algodão

“Sabe qual é o maior segredo do agronegócio? Eu respondo: gente. Acesso a capital, todos têm. Se a empresa possui recursos financeiros, ela pode comprar tecnologia. Com as inovações, é possível aumentar a produtividade. Mas o que está por trás de tudo isso? Pessoas. São elas que fazem a diferença em qualquer ramo de atividade, mas no agronegócio isso é ainda mais importante.

Na Amaggi, temos uma preocupação muito grande, eu diria que é até um tipo de obsessão, com pessoas. Procuramos sempre atrair os profissionais mais talentosos, aqueles que desejam crescer junto com a empresa, que se sintam como parte vital dela.

Muito se fala sobre sustentabilidade, mas são as pessoas que são responsáveis por ela. Para nós, é impossível produzir sem ter como preocupação central o respeito ao meio ambiente, as boas práticas de gestão, controles operacionais rigorosos, a valorização do lucro com responsabilidade. A sustentabilidade está presente desde o nascimento da Amaggi, há mais de 30 anos. Ela faz parte do nosso DNA.

A inovação está intimamente ligada à sustentabilidade. Com os novos recursos tecnológicos, tornamos nossas fazendas mais produtivas e, portanto, mais comprometidas com a preservação do meio ambiente. Um bom exemplo disso é o uso da telemetria, que consiste na coleta de diversos indicadores sobre equipamentos, veículos e máquinas.

A inovação está intimamente ligada à sustentabilidade. Com os novos recursos tecnológicos, tornamos nossas fazendas mais produtivas e, portanto, mais comprometidas com a preservação do meio ambiente.

Com a telemetria, acessamos dados como a velocidade da máquina que está realizando a pulverização, o consumo de combustível e os mapas de horário da aplicação. A partir desses dados, ajustamos os processos para torná-los ainda mais eficientes.

Assim, diminuímos a utilização de insumos químicos, já que a aplicação dos produtos passa a ser mais precisa, economizamos combustível e até a quantidade de água nas lavouras. Em dois ou três anos, acredito que a tecnologia nos ajudará a reduzir os nossos custos entre 5 e 6%.

Nas últimas décadas, a BASF tem sido parceria indispensável em projetos que prezam pela sustentabilidade. Temos um dos maiores contratos do mundo com o xarvio, marca global de agricultura digital da empresa. Entre outras ações, a xarvio oferece ferramentas para o manejo eficiente das lavouras, com maior assertividade e otimização dos recursos.

Esperamos deixar um legado positivo paras as futuras gerações: é possível fazer o certo, respeitando as pessoas e o meio ambiente, e ganhar dinheiro ao mesmo tempo. Nós somos exemplo disso.”

Leia também:

Especial BASF: Legado é para sempre

Norma Gatto – “Nós alimentamos o mundo”

Mauricio De Bortoli – “Somos a força que impulsiona o planeta”

Elton Zanella – “O legado é para sempre”

Entrevista com Eduardo Novaes, diretor de Marketing de Soluções para a Agricultura da BASF

TAGS: Agronegócio, AMaggi, Basf, Sustentabilidade, xarvio