Em apenas seis meses, usina de etanol de milho anuncia duplicação

FS Bioenergia investirá R$ 350 milhões em ampliação da planta de Lucas do Rio Verde


30.01.18

Pouco menos de seis meses depois de ser inaugurada — em uma cerimônia que contou inclusive com a presença do presidente da República, Michel temer — a primeira usina para produção de etanol exclusivamente a partir de milho receberá um novo aporte, prevendo a duplicação de sua capacidade. O novo investimento, da ordem de R$ 350 milhões — foi anunciado nesta terça-feira, 30 de janeiro, pela FS Bioenergia, dona da planta localizada na cidade de Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso. Segundo o comunicado da companhia, as obras já foram iniciadas e vão gerar 720 empregos diretos e indiretos.

“Somos pioneiros na produção de etanol 100% do milho no Brasil e estamos extremamente satisfeitos com os resultados que obtivemos desde a inauguração da planta, em agosto de 2017. Com a ampliação da usina poderemos acompanhar a crescente demanda por nossos produtos, além de colaborar ainda mais com o desenvolvimento econômico e social do estado do Mato Grosso e do País”, afirma Henrique Ubrig, presidente da FS Bioenergia

A inauguração da FS Bioenergia marca uma nova fase de desenvolvimento para a região de Lucas do Rio Verde, retratada pela Plant em reportagem da edição 06 (leia aqui). Segundo a empresa, com a ampliação da planta, a previsão é que sejam moídas 1,3 milhão de toneladas de milho por ano, levando a uma produção anual, após o término das obras, de 530 milhões de litros de etanol, 400 mil toneladas de farelo de milho, 15 mil toneladas de óleo de milho e capacidade de cogeração de energia de 132MW/h, suficiente para abastecer uma cidade de cerca de 55 mil habitantes.

 

Leia também: Lucas das Notas Verdes

TAGS: biocombustíveis, Bioenergia, Etanol de milho, Lucas do Rio Verde