Conheça o Scio, o scanner das coisas

Ao ser apontado para um alimento, informar valores nutricionais ou saúde das folhas


07.11.16

O conhecimento é terreno fértil e foi a partir dele que os israelenses transformaram o deserto em área produtiva. De suas startups brotaram ideias revolucionárias como o aplicativo Waze, utilizado por milhões de pessoas para driblar o trânsito das cidades.

O mercado global de alimentos também pode se beneficiar de uma tecnologia desenvolvida no país. Produzido pela empresa Consumer Physics, de Tel Aviv, o SCIO é um pequeno scanner que, ao ser apontado para um alimento, planta ou terreno pode dar informações como valores nutricionais, saúde das folhas ou até a composição do solo.

Primeiro sensor molecular de bolso, o aparelho usa a luz para analisar a composição de “coisas”, quaisquer que sejam elas. As informações obtidas pelo sensor chegam nas mãos do consumidor em tempo real por meio de aplicativos instalados nos celulares.

Segundo seus desenvolvedores, as possibilidades de uso para o SCIO são infinitas, mas dependem do desenvolvimento de aplicativos que conversem com o scanner. E aqui vem mais uma parte interessante: qualquer pessoa ou empresa pode entrar em contato com a Consumer Physics, para desenvolver aplicativos específi cos.

Dentro deste modelo, o primeiro app criado é DietSensor que fornece ao consumidor dados nutricionais de alimentos como queijos, carnes ou pães com informações como a quantidade de calorias, proteínas, gordura etc. A expectativa da empresa, no entanto, é dar a possibilidade do consumidor mapear todo o mundo Ä sico dando a ele informações para escolher entre a fruta mais doce, os legumes no ponto certo para consumo, as verduras com menos agrotóxicos.

TAGS: Alimentos, Inovação, Israel, Mercado Global, Startups