Agrotrends: 20 tendências para os anos 2020

Agricultura e pecuária se manterão no roteiro da digitalização


Edição 18 - 02.03.20

Por André Sollitto

Está cada vez mais difícil acompanhar a evolução do agronegócio. Robôs já invadiram as fazendas, as máquinas não precisam de pilotos, sensores fazem colheitas cada vez mais fartas de dados, alimentando softwares que monitoram milhões de hectares em todo o mundo. A década de 2010 abriu as porteiras para a chamada agricultura digital, uma nova era que mudará definitivamente a produção de alimentos e fibras e que continuará guiando as inovações em praticamente todas as cadeias do agronegócio. Um consumidor mais atento e exigente, com novos hábitos e ávido por informações sobre origem, insumos, processamento e distribuição dos itens que adquire, seja um litro de leite, seja uma peça de vestuário. Produtores, indústria e varejo correm para satisfazer essa demanda – e a tecnologia, mais uma vez, foi a resposta. Mas o que acontecerá no decênio que se inicia? Qual será a sua marca? A equipe da PLANT ouviu pesquisadores, empresários, executivos, investidores e, é claro, produtores para elaborar uma lista com as principais tendências (que aqui chamamos de Agrotrends) com poder transformador no agronegócio brasileiro e mundial. Agricultura e pecuária se manterão no roteiro da digitalização e, desse processo, surgirão novas possibilidades e desafios. Acompanhe a seguir um guia para transitar pelos próximos anos. Boa leitura.

Agbiotech para mudar o mundo

Produção em escala, cuidados individuais

Até onde vão as proteínas alternativas

Uma década para as agfintechs

Um setor com menos intermediários

Cannabis e o medo de uma viagem errada

Cultivo high tech: a segunda geração das fazendas urbanas

O consumidor como protagonista

Pulses: vida nova para os antigos grãos

Índia, a próxima fronteira

Pecuária 4.0 vai digitalizar os rebanhos

Agricultura regenerativa

As proteínas que vêm da água

A tecnologia promove o bem-estar animal

Convidamos ainda três especialistas do setor para apontar quais tendências devem ser observadas nos próximos anos. Clique nos nomes abaixo e confira as entrevistas:

Cleber Soares, diretor executivo de Inovação da Embrapa

Ranveer Chandra, pesquisador-chefe da Microsoft

Maurício Antônio Lopes, ex-presidente da Embrapa e estudioso de tendências do agronegócio

TAGS: agbiotech, agfintech, Agrotrends