Líbano – Em busca das sementes perdidas

Conflitos no Oriente Médio destroem parte de valioso banco de sementes


Edição 7 - 17.01.18

O cofre esteve seguro durante décadas. Mas veio a guerra na Síria e, com ela, um dos mais tradicionais bancos de semente do mundo teve de ser deixado para trás. Em 2012, pesquisadores do Centro Internacional para Pesquisa Agrícola em Áreas Secas, o Icarda, tiveram de deixar a cidade de Alepo, epicentro da disputa entre o governo sírio e rebeldes, transferindo a sede da organização provisoriamente para o Líbano. Já as mais de 110 variedades de sementes, sobretudo de grãos, não puderam ser transferidas. Desde então, os pesquisadores vêm trabalhando para refazer a coleção, que desta vez ficará mais descentralizada, dividida entre o Líbano e o Marrocos. Parte dos grãos tinha “backup” no Silo Global de Sementes (foto abaixo), no Polo Norte, mas a maioria do material vem sendo replantado gradualmente, com amostras da região.

Leia também:

África do Sul – A Polêmica Fazenda de Rinocerontes

Inglaterra – Uma Fazenda em um Abrigo Subterrâneo

Jordânia – Um Oásis de Tecnologia

TAGS: Banco de sementes, Líbano